SASC - Sindicato de Arquitetos e Urbanistas de Santa Catarina

Você sabe o que cada entidade faz pelos Arquitetos e Urbanistas?

15/02/2017

Quem entre nós nunca teve esta duvida?

Quais são, o que fazem, quantas são, qual a diferença entre elas?

Quando pensamos nas entidades que representam Arquitetos e Urbanistas em nosso país, nos deparamos com algumas dúvidas. Com base no Manual do Arquiteto e Urbanista, do CAU/BR vamos mostrar algumas das diferenças e particularidades de cada entidade.  Espero que seja útil tal informação e que possa ilustrar melhor as diferenças e semelhanças entre elas.

Lembrando que as seis primeiras (IAB, FNA, ABEA, AsBEA, ABAP, FeNEA) fazem parte do Colegiado das Entidades Nacionais dos Arquitetos e Urbanistas (CEAU). Este colegiado está presente no CAU/BR e na maioria dos CAU/UF.

Nunca é demais também falar que o CAU não é uma entidade, mas sim nosso Conselho Profissional.
Ele orienta, disciplina e fiscaliza a prática da arquitetura e do urbanismo no Brasil. Zela pela boa prática de nossa profissão junto à sociedade. 

Agora, conheça um pouco mais de cada entidade:

 

1 INSTITUTO DE ARQUITETOS DO BRASIL (IAB)

www.iab.org.br

O Instituto de Arquitetos do Brasil (IAB) é entidade de livre associação de arquitetos e urbanistas brasileiros, que se dedica a temas de interesse do arquiteto, da cultura arquitetônica e de suas relações com a sociedade. Fundado no Rio de Janeiro em 26 de janeiro de 1921, o IAB é a mais antiga das entidades brasileiras dedicadas à Arquitetura e ao Urbanismo. O IAB não tem fins lucrativos e seus dirigentes não são remunerados.

O Instituto adotou o modelo federativo de organização e conta com departamentos autônomos em todos estados do país, que possuem, por sua vez, núcleos locais nos municípios de maior relevância. A entidade é liderada pela Direção Nacional, responsável pela articulação e pela coordenação dos departamentos, bem como pelas ações de abrangência nacional e internacional.

Sua instância política máxima é o Conselho Superior, composto por representantes de todos os departamentos e pelos conselheiros vitalícios, ex-presidentes da entidade.

O IAB é membro fundador da União Internacional de Arquitetos (UIA), órgão consultivo da Unesco para assuntos relativos ao habitat e à qualidade do espaço construído, e do Conselho Internacional de Arquitetos de Língua Portuguesa (Cialp). Por meio da Direção Nacional, o Instituto se faz representar nos órgãos da administração federal e se vincula a entidades internacionais, com destaque para as duas anteriormente citadas e para a Federação Pan-Americana de Associações de Arquitetos (FPAA).

O IAB integra o Colegiado das Entidades Nacionais dos Arquitetos e Urbanistas (CEAU), órgão consultivo da estrutura do Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Brasil (CAU/BR); e faz parte do Colégio Brasileiro de Arquitetos (CBA), coletivo das entidades nacionais de Arquitetura e Urbanismo.

 

 

2 FEDERAÇÃO NACIONAL DOS ARQUITETOS E URBANISTAS (FNA)

www.fna.org.br

A Federação Nacional dos Arquitetos e Urbanistas (FNA) foi fundada em 1979. É uma associação sindical que congrega os sindicatos estaduais de arquitetos e urbanistas. O foco da sua atuação é a defesa dos direitos trabalhistas e dos interesses profissionais, sociais e políticos da categoria. Os sindicatos e a FNA são as organizações que possuem a atribuição legal de representar os profissionais junto às autoridades administrativas e judiciais, participando dos processos, acordos e convenções coletivas de trabalho. A Federação é filiada à Central Única dos Trabalhadores (CUT), tendo sido uma das suas fundadoras, em 1983.

A FNA estimula o aperfeiçoamento profissional e científico e atua na capacitação profissional dos arquitetos e urbanistas. Também auxilia na fundação de sindicatos estaduais, oferecendo assistência técnica e jurídica. Edita e divulga publicações de interesse da categoria, celebra convênios, acordos, instaura dissídios e assiste os sindicatos filiados em processos trabalhistas em geral.

Outro campo histórico de atuação da FNA é a reforma urbana. Além de integrar o Fórum Nacional de Reforma Urbana (FNRU), foi a entidade que protocolou a emenda popular na Assembleia Constituinte de 1988, que culminou no capítulo da Política Urbana. Desde então, a Federação tem participado ativamente nesse tema, através da participação no Conselho Nacional das Cidades (Concidades) e nas Conferências das Cidades. Neste campo, a FNA pauta também na luta pela assistência técnica gratuita para a população de baixa renda.

A FNA organiza, anualmente, desde sua criação, o Encontro Nacional de Sindicatos de Arquitetos e Urbanistas (ENSA), instância máxima de deliberação da categoria. A partir de cada ENSA, a FNA articula suas ações e propostas de trabalho anuais. Nesses encontros também é eleita a diretoria da FNA, que possui mandato de três anos.

A FNA, através do sindicato estadual, integra também o Colegiado das Entidades Nacionais dos Arquitetos e Urbanistas (CEAU) e cada estado.

Em Santa catarina o SASC é vinculado à FNA. É importante também ressaltar que o SASC representa todos os arquitetos e urbanistas com registro ativo no CAU/SC, independendte de filiação do profissional à esta entidade. A filiação ou associação é facultativa, e com ela o arquiteto e urbanista pode usufruir de benefícios. 

 

3 ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE ENSINO DE ARQUITETURA E URBANISMO (ABEA)

www.abea.org.br

A ABEA é uma entidade de livre associação formada por sócios institucionais (cursos de Arquitetura e Urbanismo) e individuais (professores, estudantes e profissionais interessados no ensino).

Foi fundada em novembro de 1973 como associação de escolas de Arquitetura e totalmente reformulada em 1985, transformando-se em uma entidade de ensino.

Está há mais de 40 anos em atividade pelo aprimoramento constante do ensino de Arquitetura e Urbanismo promovendo eventos (COSU, ENSEA, CONABEA), concursos (de trabalhos finais de graduação, de práticas pedagógicas, de pesquisas acadêmicas na área) e propiciando intensa troca de experiência entre agentes dos diversos cursos, das diferentes regiões, de distintas organizações administrativas (públicas, confessionais, privadas que visem ou não o lucro) que enfrentam em seu cotidiano experiências e problemas comuns ou similares, além de concentrar notícias e informes da área de ensino de Arquitetura e Urbanismo no Brasil e no mundo.

A entidade publica desde 1991 o Caderno ABEA, revista temática indexada contendo artigos e conferências, distribuída a todas as instituições de ensino com curso na área e disponibilizada também em formato digital, desde a edição de 1992, para fomentar e subsidiar estudos e pesquisas sobre o ensino de Arquitetura e Urbanismo. A ABEA participa do Colegiado das Entidades Nacionais dos Arquitetos e Urbanistas (CEAU) junto ao CAU/BR, do Conselho Nacional das Cidades, e atua como órgão consultivo na indicação de membros para o Conselho Nacional de Educação, comissões de avaliação do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP), entre outros.

A cada ano, a ABEA realiza em uma instituição de ensino do país o Encontro Nacional sobre Ensino de Arquitetura e Urbanismo. Os últimos encontros tiveram como temas “Qualidade no Ensino-inovação, competências e o papel do professor”; “Teoria e Prática no Ensino de Arquitetura e Urbanismo”; “Formação Unificada de Arquiteto e Urbanista”; Novos Cenários para o Ensino - atualizar, avaliar e acreditar”, cada um deles gerando uma nova edição do Caderno ABEA.

 

4 ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DOS ESCRITÓRIOS DE ARQUITETURA (AsBEA)

www.asbea.org.br

Fundada em 1973, a AsBEA é uma entidade independente, de abrangência nacional, sediada na cidade de São Paulo. É a única representante desta atividade empresarial que congrega escritórios e empresas fornecedoras de produtos e serviços do setor de Arquitetura e construção civil.

O seu papel é contribuir para a contínua evolução no campo da Arquitetura, para a valorização da sua importância no desenvolvimento urbano e melhoria qualitativa da construção civil do país.

Os associados são escritórios de Arquitetura e Urbanismo e empresas fornecedoras de produtos e serviços ligados à construção civil. A estrutura estatutária prevê a existência de regionais, já sediadas no Rio de Janeiro, Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Ceará e Amazonas. Elas obedecem a um Estatuto Social único, mas têm autonomia financeira e operacional. As empresas colaboradoras e patrocinadoras podem participar das atividades tanto da AsBEA Nacional quanto das regionais.

 

5 ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE ARQUITETOS PAISAGISTAS (ABAP)

www.abapbr.org

Constituída em maio de 1976, sem fins lucrativos e apartidária, tem a missão de fomentar o desenvolvimento de ações científicas, tecnológicas, educacionais, culturais, sociais e ambientais que visem à valorização da Arquitetura Paisagística como instrumento a serviço do bem-estar da sociedade brasileira, contribuindo para a consolidação da sua consciência técnica, artística, ética, comunitária e ecológica.

Dentre as suas metas fundamentais, merece destaque o incentivo à conservação de paisagens naturais e culturais; ao apoio à criação de padrões de qualidade ambiental e ao estímulo à composição de espaços – físicos e virtuais – de vivência cultural, intelectual e acadêmica para a disseminação e para o intercâmbio do conhecimento nesse campo de atuação específica do arquiteto e urbanista. A essas, pode ser associada a finalidade de defesa da preservação do patrimônio paisagístico, ambiental, histórico e artístico, impulsionando a produção de manifestações e bens culturais, formadores e informadores de cultura e memória, com amplo respeito à liberdade de expressão.

Para o alcance desses propósitos, busca, de modo articulado, a cooperação integrada de pessoas físicas ou jurídicas, públicas ou privadas, nacionais ou estrangeiras, no sentido do aperfeiçoamento das atividades relacionadas ao tratamento paisagístico, participando ativamente de programas governamentais e de outras iniciativas de embasamento de políticas públicas afetas à paisagem.

Integrante do colegiado das cinco entidades mentoras do Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Brasil (CAU/BR), defende a garantia da manutenção dos ideais comuns voltados à formação plena, à valorização da prática projetual, ao reconhecimento dos processos de planejamento; à divulgação das atribuições profissionais e à internacionalização da produção arquitetônica, urbanística e paisagística do país, bem como à mútua colaboração com vistas à moralização de condutas e à democratização de decisões pertinentes à profissão.

 

 

6 FEDERAÇÃO NACIONAL DOS ESTUDANTES DE ARQUITETURA E URBANISMO (FeNEA)

www.fenea.org

A FeNEA é uma entidade pública sem fins lucrativos, sem filiação partidária, livre e independente de órgãos públicos e privados, que hoje congrega mais de 80 mil estudantes de graduação em Arquitetura e Urbanismo, de mais de 305 instituições de ensino superior, e os representa perante órgãos governamentais e entidades da área. Tem como objetivos representar os interesses dos graduandos e lutar por um ensino de qualidade; congregar e ampliar a participação dos estudantes na busca de uma formação criativa, solidária, coletiva, e comprometida com questões político-sociais.

 

7 UNIÃO INTERNACIONAL DOS ARQUITETOS (UIA)

www.uia.archi

A União Internacional dos Arquitetos (UIA), organização não-governamental, é uma federação global de associações nacionais de arquitetos. O objetivo da UIA é unir os arquitetos de todo o mundo sem qualquer tipo de discriminação. Das 27 delegações presentes na assembleia fundadora da UIA, em Lausanne, na Suécia, em 1948, a UIA cresceu ao longo dos anos para abrigar as principais organizações profissionais de arquitetos em 124 países e territórios nacionais. Hoje representa, por meio dessas organizações, aproximadamente 1,3 milhão de arquitetos em todo o mundo. O Instituto de Arquitetos do Brasil (IAB) é membro fundador da UIA.

 

8 CONSELHO INTERNACIONAL DE ARQUITETOS DE LÍNGUA PORTUGUESA (CIALP)

www.cialp.org

O Conselho Internacional de Arquitetos de Língua Portuguesa (Cialp) é uma associação sem fins lucrativos com sede em Lisboa, Portugal, e constituída pelas associações profissionais de arquitetos dos países e territórios de língua portuguesa. São membros do CIALP: Ordem dos Arquitectos de Angola, Instituto de Arquitetos do Brasil, Ordem dos Arquitectos de Cabo-Verde, Secção de Goa do Instituto Indiano de Arquitectos, União dos Arquitectos da Guiné-Bissau, Associação dos Arquitectos de Macau, Associação Moçambicana de Arquitectos e Ordem dos Arquitectos de Portugal. É ainda membro observador o CAU/BR.

 

9 FEDERAÇÃO PAN-AMERICANA DE ASSOCIAÇÕES DE ARQUITETOS (FPAA)

www.fpaa-arquitectos.org

No ano de 1920 realizou-se o I Congresso Pan-Americano de Arquitetos. Ali se formou o Comitê Permanente dos Congressos Pan-Americanos, e em 1950, durante VII Congresso, aprovou-se a criação da Federação Pan-Americana de Associações de Arquitetos. Tem como objetivos principais estabelecer uma vinculação entre os arquitetos da América e do mundo, com fins profissionais, culturais, artísticos e científico; além de dar conhecimento, divulgar e prestigiar a Arquitetura e fazer com que os arquitetos conectem-se com os problemas socioeconômicos de seu tempo, participando de sua dinâmica.

 

10 FEDERAÇÃO INTERNACIONAL DE ARQUITETOS PAISAGISTAS (IFLA)

www.iflaonline.org

Criada em 1948, a International Federation of Landscape Architects tem a missão de promover a Arquitetura Paisagística a partir de colaborações entre vários meios técnico-científicos, combinando, em bases mundiais, diversificada gama de artes e ciências, com exigência dos mais elevados padrões de formação, investigação e prática profissional, com adequada gestão do conhecimento, da pesquisa e de experiências em todos os assuntos relacionados à área, considerando a totalidade de culturas e comunidades do planeta.

A visão da entidade é focada na sua instituição como principal organismo internacional de promoção de ambientes globais sustentáveis e equilibrados do ponto de vista da Arquitetura da paisagem. Também apoia os diferentes níveis governamentais para a melhoria da legislação pertinente, colaborando com organismos internacionais competentes e com outras associações profissionais em quaisquer ações que possam beneficiar a Arquitetura Paisagística em todo o mundo.

 

Fonte: Manual do Arquiteto e Urbanista - CAU/BR


Filie-se!


O SASC é o Sindicato que representa os Arquitetos de SC. Ajude a mantê-lo atuante para defender os seus direitos. Para se filiar, insira seu e-mail:



Depoimentos


Arq. Ormy Leocádio Hutner Junior
Sindicato dos Arq. e Urb. no Estado do Paraná

Os arquitetos e urbanistas do Estado de Santa Catarina têm motivos suficientes para se orgulhar de ter uma entidade que os represente e os defenda.
O SASC - entidade sindical de defesa de todos os profissionais da Arquitetura e Urbanismo de Santa Catarina, por meio de uma diretoria jovem e comprometida com uma atuação cada vez mais pujante no cenário da atuação profissional e defesa da sociedade, tem realizado ao longo de sua curta trajetória, feitos de grande relevância para toda a categoria.

Leia Mais
Arq. Eduardo Bimbi
Presidente FNA 1998/2004

Acompanho desde o segundo semestre de 2013 as ações do grupo de jovens arquitetos e urbanistas que se propuseram a estruturar e dirigir do SASC nessa primeira gestão.
Nestes pouco mais de dois anos de atividades souberam utilizar em beneficio da nossa categoria as prerrogativas legais de um sindicato, obtendo vantagens coletivas para todos , associados ou não.
Vejo como extremamente positivas as ações que o SASC tem posto em andamento e que beneficiarão a maioria dos arquitetos e urbanistas do estado de Santa Catarina.

Leia Mais
Arq. Vinicius Galindo
Sindicato dos Arq. e Urb. no Estado do Rio Grande do Norte

Apesar da distância, o SASC e o SINARQ-RN parecem vizinhos. Sindicatos irmãos, caçulas entre outros sindicatos e na FNA. E tão parecidos!
Ver uma turma de arquitetos e urbanistas jovens assumir um sindicato inativo há anos, evoluir tanto em tão pouco tempo, ganhar reconhecimento, representatividade. E isso com pouca ou nenhuma experiência na área, além de heranças do movimento estudantil, de épocas da FeNEA. Uns poucos, movidos pela própria determinação e vontade em mudar o cenário atual. Em fazer a diferença, na prática.
Ver essa mesma história sendo feita, do outro lado do país, reforça a importância de tudo isso que estamos fazendo. E nesse processo aprendemos muito juntos, recebemos mutuamente força e estímulo para continuar com essa tarefa nada fácil. Mais que isso, ganhamos colegas, parceiros, amigos.
Me traz muita alegria ver a evolução do SASC. Ver a luta de amigos, tão semelhante à nossa, gerar resultados, ganhar relevância. Se firmar a cada dia. Parabéns! E obrigado.

Leia Mais

Assine nossa Newsletter


Cadastre-se e fique por dentro das atividades, eventos e novidades promovidas pelo SASC

SASC
Sindicato dos Arquitetos e
Urbanistas no Estado
de Santa Catarina

Av Mauro Ramos n 1624, sala 302
Centro - CEP 88020-304
Florianópolis / SC

www.sasc.org.br
atendimento@sasc.org.br

© 2015 - Direitos Reservados
SASC - Sindicato dos Arquitetos e Urbanistas no Estado de Santa Catarina.